Gerenciamento de Obras: Saiba como gastar menos e construir mais



Gerenciamento de Obras: Saiba como gastar menos e construir mais

Se no passado as construtoras não apostavam na prevenção de problemas durante a elaboração de edificações, o mercado atual busca apresentar mais segurança e conforto para o usuário. É aí que entra o profissional especializado em Gerenciamento de Obras e Tecnologia da Construção. De acordo com a Prof. Maria Izabel de Paula Ribeiro, arquiteta e urbanista mestre em Engenharia de Produção, esse especialista é o principal responsável para que o empreendimento se realize dentro das especificações prescritas no projeto, garantindo qualidade e durabilidade do mesmo. “O profissional tem como função coordenar as atividades para a execução de prédios através de presença constante às obras, reuniões técnicas e gerenciamento”, afirma.

A partir disso, o auditor é capaz de reduzir consideravelmente os gastos para elaboração de imóveis, evitando prolongamento de prazos e taxas extras com materiais. “Temos casos de ex-alunos que estão conseguindo baixar os custos de seus empreendimentos em até 20%”, ressalta o Prof. Heron Santos, engenheiro civil pós-graduado em Gerenciamento de Projetos. Não é à toa que surgem muitas oportunidades na construção civil, indo de fiscal de obras a coordenador de projeto. “Hoje, as empresas estão conseguindo atravessar esse momento difícil devido ao planejamento, antecipando qualquer dificuldade que possa aparecer no futuro”, afirma o Prof. Davi Teixeira Pinheiro, engenheiro civil.

Consequentemente, o estudo específico vem se tornando um grande aliado para conquistar mais reconhecimento no mercado. “A exigência de experiência técnica e de campo é notória, mas inclui de forma direta, a formação profissional, como Pós-Graduação e MBA”, finaliza a Prof. Maria Izabel de Paula Ribeiro. Por isso, o INBEC separou três habilidades importantes que todo engenheiro ou arquiteto deveria possuir para gastar menos e construir mais. Confira:

1. Ajuda a reduzir os custos

No mercado, vários são os itens que podem deixar a construção mais cara, mas o gerenciamento de obras é um bom caminho para evitar esse problema. O indicado é o arquiteto/engenheiro acompanhar os relatórios de aquisições de materiais e analisar os custos investidos em mão de obra, evitando situações como atrasos, tributações e riscos de novas contratações.

2. Controle do estoque de materiais

A redução de desperdício de insumos e o bom andamento da obra estão diretamente relacionados ao controle de materiais. Para isso, o planejamento deve começar desde a solicitação até a chegada do material na obra, passando pelo controle de recebimento e estocagem até finalmente a liberação para o campo. Assim, o projeto dificilmente terá problemas com falta de materiais e prolongamento da data de entrega do mesmo.

3. Prevê e resolve problemas

Por cuidar de toda a organização de uma obra, o especialista também é responsável por prever problemas e imprevistos, e por isso, resolvê-los de forma eficaz. O gerenciamento permite que a maioria desses possíveis problemas possam ser resolvidos ainda antes do início da construção, aumentando a produtividade e fazendo com que o cronograma seja realizado dentro do tempo previsto.


INBEC

Pós-Graduação

Educar, formar e preparar Profissionais dentro das normativas aplicáveis ao ensino superior.