Arquiteto japonês Arata Isozaki é o vencedor do Prêmio Pritzker 2019



Arquiteto japonês Arata Isozaki é o vencedor do Prêmio Pritzker 2019
(Foto: AECweb/Reprodução)
 

O arquiteto japonês Arata Isozaki, de 87 anos, foi o vencedor do Prêmio Pritzker 2019, considerado o “Nobel da Arquitetura”. Com quase 60 anos de carreira, Isozaki é o oitavo profissional oriundo do Japão que recebe a honraria.

 

Formado na Faculdade de Arquitetura e Engenharia da Universidade de Tóquio em 1954, Arata Isozaki começou sua carreira sob orientação do vencedor do Prêmio Pritzker de 1987, Kenzo Tange. Em 1963, Isozaki deixou de atuar com Tange para estabelecer seu próprio escritório, o Arata Isozaki & Associates. Inicialmente, o Arquiteto realizou projetos locais, com o objetivo de reconstruir fisicamente sua cidade natal, após o fim da ocupação das forças aliadas japonesas.

 

Na década de 80, Isozaki ganhou destaque internacional como um dos primeiros profissionais japoneses a construir fora do Japão, com o projeto do Museu de Arte Contemporânea de Los Angeles (1981-1986 Los Angeles, Estados Unidos). A obra permitiu a criação de uma relação profunda e duradoura entre Oriente e o Ocidente, reinterpretando as influências globais dentro da Arquitetura.

 



Museu de Arte Contemporânea de Los Angeles (Foto: Elon Schoenholz, courtesy of The Museum of Contemporary Art, Los Angeles/ AECweb/Reprodução)

Até o momento, Isozaki possui mais de cem obras construídas na Ásia, na Europa, na América do Norte, no Oriente Médio e na Austrália. Entre seus principais trabalhos destacam-se o Museu de Arte da Cidade de Kitakyushu (1972-1974, Fukuoka, Japão), Edifício do Centro de Tsukuba (1979-1983 Ibaraki, Japão), Torre de Arte Mito (1986-1990 Ibaraki, Japão), Nara Centennial Hall (1992- 1998 Nara, Japão), Pala Alpitour (2002-2006 Torino, Itália), Himalayas Center (2003-2013 Xangai, China), Allianz Tower (2003-2014 Milão, Itália), Centro de Convenções Nacional do Qatar (2004-2011 Doha, Qatar ) e Shanghai Symphony Hall (2008-2014, Xangai, China).

 

De acordo com o júri do Prêmio Pritzker, Arata Isozaki “é uma das figuras mais influentes na Arquitetura do mundo contemporâneo. Sua Arquitetura repousa na compreensão profunda, não só da Arquitetura, mas também da Filosofia, História, Teoria e Cultura. Louvado como um visionário entre seus contemporâneos internacionais, a abordagem de pensamento avançado de Isozaki, o profundo comprometimento com a “arte do espaço” e a metodologia transnacional têm sido evidenciados desde a década de 1960”.

 

Criado em 1979, o Prêmio Pritzker já laureou importantes nomes da Arquitetura moderna, como Zaha Hadid, Alejandro Aravena, Reem Koolhaas e Frank Gehry, além dos brasileiros Oscar Niemeyer e Paulo Mendes da Rocha.

 

Fonte:

- AECweb


INBEC

Pós-Graduação

Educar, formar e preparar Profissionais dentro das normativas aplicáveis ao ensino superior.