Edifício em faculdade da Califórnia recebe certificação Zero Energia



Edifício em faculdade da Califórnia recebe certificação Zero Energia
(Foto: Engenharia 360/Reprodução)

 

 

Em uma era que clama pela sustentabilidade (embora nem todo mundo faça sua parte), as certificações de edifícios sustentáveis estão por toda parte. Um exemplo é um edifício no campus de uma faculdade na Califórnia que recebeu a certificação Zero Energia.

 

A certificação, proveniente do International Living Future Institute (IFLI), é muito buscada, mas é difícil de ser conseguida. O IFLI visa liderar a transformação rumo a uma civilização socialmente justa, culturalmente rica e ecologicamente restauradora. Essa foi a décima quinta certificação Zero Energia na Califórnia, sendo a quarta estrutura de ensino superior do mundo a obtê-la.

 

A certificação foi conseguida graças a Redford Conservancy, um braço da faculdade que facilita ações sustentáveis. Após uma reforma no prédio que instalou painéis solares, a instituição produz mais energia do que consome e vende o excedente de volta à Southern California Edison, a principal fornecedora de eletricidade do sul da Califórnia. A instituição tem um grande compromisso com o tema ambiental e também com as causas indígenas.

   


Edifício Zero Energia


(Foto: Engenharia 360/Reprodução)

 

O edifício fica localizado dentro da faculdade Pitzer College. Nele, há várias práticas sustentáveis para garantir a certificação. O planejamento contou com o envolvimento desde biólogos até da comunidade no entorno e da própria faculdade. O local foi replantado com vegetação nativa a partir de sementes coletadas no local. Além disso, ele é de grande importância para os povos indígenas da área, que também estiveram envolvidos no planejamento.


 

O prédio é uma enfermaria histórica, um marco arquitetônico bem preservado e um local de envolvimento interdisciplinar também ligado às questões ambientais. Os planejadores se uniram para conseguir manter as melhores qualidades da estrutura original, incorporando design e construção sustentável e programando tudo para garantir a melhor eficiência energética.


 

Um dos principais objetivos da reforma era estabelecer um modelo regenerativo com pegada de carbono limitada. A energia é fornecida pelos painéis solares e, felizmente, a produção é maior que o gasto, de modo que o restante é vendido à principal fornecedora de eletricidade da região.


 

Além da certificação de Zero Energia, o edifício também obteve a certificação LEED Platinum (Leadership in Energy and Environmental Design, ou Liderança em Energia e Design Ambiental, traduzindo) do United States Green Building Council (USGBC). Em dezembro de 2018, receberam o AIA/ La Cote Merit Award to the Conservancy do American Institute of Architects (AIA).


 

Para tudo isso, foi necessário a colaboração de vários departamentos da faculdade, alunos e funcionários. Um ótimo exemplo a ser seguido pelas instituições de educação brasileiras, não é mesmo? Nesse sentido elas podem englobar os trabalhos de alunos.


  

Respeito às tradições

 


(Foto: Engenharia 360/Reprodução)

 

O projeto da reforma, do escritório Carrier Johnson + Culture de Los Angeles, preservou as características arquitetônicas da antiga enfermaria que funcionava no local. Além disso, o processo de planejamento e design foi coletivo: o que incluiu idosos indígenas, biólogos de campo, vizinhos residenciais e a própria comunidade da instituição. No local também foi replantado mudas de vegetação nativa, que são importantes não só ambientalmente, como também é de significância cultural para povos indígenas locais.


 

“O Pitzer College é um extraordinário laboratório de ensino e aprendizado para nossos alunos, corpo docente e funcionários. A Redford Conservancy representa a visão, as ambições e a consciência social de nossa comunidade”, afirma o Presidente da Pitzer, Melvin L. Oliver.


  

O que é Certificação LEED e sua importância

 


(Foto: Engenharia 360/Reprodução)
 

LEED (Lendership in Energy and Environmental Design) é um sistema internacional de certificação e orientação ambiental para edificações, utilizado em 143 países, e possui o intuito de incentivar a transformação dos projetos, obra e operação das edificações, sempre com foco na sustentabilidade de suas atuações.

 

Um belo exemplo de Obra com certificado LEED – Platinum, selo máximo da categoria, no Brasil, é o Estádio Nacional Mané Garrincha, localizado na capital federal, que serve de símbolo nacional do esforço coletivo para mitigar as mudanças climáticas que hoje colocam o futuro do meio ambiente em risco.

 

O estádio possui uma megaestrutura de painéis solares capaz de gerar 2,54 MW, o equivalente à demanda energética de 1,4 mil residências por dia. Na maior parte do tempo, ele é autossuficiente em energia.


  

Benefícios da certificação:

 


Econômicos

 

·         Diminuição dos custos operacionais

·         Diminuição dos riscos regulatórios

·         Valorização do imóvel para revenda ou arrendamento

·         Aumento na velocidade de ocupação

·         Aumento da retenção

·         Modernização e menor obsolescência da edificação

  

Sociais

 

·         Melhora na segurança e priorização da saúde dos trabalhadores e ocupantes

·         Inclusão social e aumento do senso de comunidade

·         Capacitação profissional

·         Conscientização de trabalhadores e usuários

·         Aumento da produtividade do funcionário; melhora na recuperação de pacientes (em Hospitais); melhora no desempenho de alunos (em Escolas); aumento no ímpeto de compra de consumidores (em Comércios).

·         Incentivo a fornecedores com maiores responsabilidades socioambientais

·         Aumento da satisfação e bem-estar dos usuários

·         Estímulo a políticas públicas de fomento a Construção Sustentável

 

 

Ambientais

 

·         Uso racional e redução da extração dos recursos naturais

·         Redução do consumo de água e energia

·         Implantação consciente e ordenada

·         Mitigação dos efeitos das mudanças climáticas

·         Uso de materiais e tecnologias de baixo impacto ambiental

·         Redução, tratamento e reuso dos resíduos da construção e operação.a

 

 

Como funciona a certificação?

 

A Certificação internacional LEED possui 7 dimensões a serem avaliadas nas edificações. Todas elas possuem pré-requisitos (práticas obrigatórias) e créditos, recomendações que quando atendidas garantem pontos a edificação. O nível da certificação é definido, conforme a quantidade de pontos adquiridos, podendo variar a partir de 40 pontos.

  


Sobre o Pitzer College

 


(Foto: Pitzer College /Reprodução)
 

Pitzer College é uma instituição de graduação em artes liberais e ciências de nível nacional. Membro de The Claremont Colleges, Pitzer oferece uma abordagem diferenciada para a educação em artes liberais ao vincular a pesquisa intelectual a estudos interdisciplinares, imersão cultural, responsabilidade social e envolvimento da comunidade.

  


Fontes:

- Engenharia 360

- Engenharia 360 – Parte 2

- Ciclo Vivo

- Pitzer College


INBEC

Pós-Graduação

Educar, formar e preparar Profissionais dentro das normativas aplicáveis ao ensino superior.