Pós-Graduação: Vale a pena investir em capacitação?



Pós-Graduação: Vale a pena investir em capacitação?

Independente da área de atuação, todo profissional sonha em conquistar uma boa posição no mercado. Nos últimos anos uma tendência vem surgindo e gerando muitos resultados, a Pós-Graduação. Só em 2015, 325.2 mil brasileiros se matricularam em cursos de Pós-Graduação, o dobro registrado em 2005, conforme indicam dados do Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). O fenômeno acontece, principalmente, devido a três fatores: aumento salarial, ganho de habilidades e surgimento de novas oportunidades.


Por isso, separamos alguns pontos importantes para quem deseja investir na educação superior, mas não sabe por onde começar, seja um profissional experiente ou não. Confira:


1 – Pós-Graduação Lato Sensu ou Stricto Sensu?

Existem dois níveis de Pós-Graduação: os de lato sensu e os de stricto sensu. A Especialização está no nível de lato-sensu, com carga horária mínima de 360 horas, e tem como objetivo capacitar o profissional em disciplinas relacionadas ao seu curso de Graduação. Já os cursos de mestrado e doutorado estão no nível de stricto-sensu, com carga horária de 1200 horas. São direcionados para o aspecto acadêmico das áreas profissionais, e indicados para quem planeja uma carreira como pesquisador ou professor universitário.


2 - Qual é a importância da Pós-Graduação na vida profissional?

Ao optar pela Especialização, o profissional mostra ao mercado que empreendedorismo e iniciativa estão entre suas virtudes. Além de ser quase um pré-requisito para almejar cargos de maior responsabilidade, a maioria dos profissionais nas empresas já possuem esse tipo de certificação.


Inclusive, um estudo da consultoria Produtive, de 2014, apontou que entre os 400 executivos entrevistados, 68% fizeram uma ou mais Especializações. Apenas 23% pararam na Graduação. Ou seja, ignorar o investimento na formação significa perder muitas oportunidades ao longo da carreira.




3 - Quando uma Pós-Graduação é relevante?

Uma Pós-Graduação não deve ser feita apenas para acrescentar mais linhas ao currículo, mas sim para preencher competências que você sente que necessita aprimorar. Essa consciência ajuda o profissional a escolher o curso certo e no tempo exato, optando por uma formação cujo conteúdo agregue valor real ao seu cotidiano.


Por isso, é recomendado que o primeiro curso de Especialização seja realizado entre o primeiro e o quinto ano de formado. Para quem já possui uma Pós, qualquer momento é adequado para ampliar sua formação.


Outro ponto importante é que uma Especialização só faz sentido quando há ao menos a expectativa de que ela seja utilizada na prática. Por exemplo: se você, percebe que a empresa necessitará em breve de um profissional com determinadas habilidades, antecipar-se em busca de qualificação é fundamental para o sucesso na carreira.


4 - Qual é o impacto da Pós-Graduação no salário do profissional?

Se você almeja melhores salários, não é possível pensar em adiar a Pós-Graduação. Conforme um estudo da Produtive, quem foi contratado em 2015 e possuía uma Especialização foi admitido com salário 12,4% maior do que no ano anterior. Quem apostou em mais de uma Especialização obteve alta de 14,6% em seu salário em relação a 2014 (a média salarial passou de R$ 12.801,00 para R$ 14.989,00).



Daniel Costa

Editor de Conteúdo do INBEC MATRIZ

INBEC - Pós-Graduação com Futuro

Educar, formar e preparar Profissionais dentro das normativas aplicáveis ao ensino superior.

INBEC FORTALEZA - MATRIZ
Rua Joaquim Nabuco - 2906 - Dionísio Torres - Fortaleza - CE
CEP: 60125-121
Contato: (85) 3215-6400 | (85) 9 8956-8856
E-mail: fortaleza@inbec.com.br
>> Nossas Unidades