Coordenação do Curso
  • ROGÉRIO CAMPOS

    D. SC. ROGÉRIO CAMPOS

    Ph.D. em Engenharia Civil pela University of Newcastle (Reino Unido, 2001). Mestre em Engenharia Civ... Ph.D. em Engenharia Civil pela University of Newcastle (Reino Unido, 2001). Mestre em Engenharia Civil pela Universidade Estadual de Campinas e Graduado em Engenharia Civil pela Universidade de Fortaleza (1989). É Professor-Titular da Universidade de Fortaleza, membro-suplente do Conselho Estadual de Recursos Hídricos do Ceará, representando a ABRH - Associação Brasileira de Recursos Hídricos. Especialista em Engenharia Hidráulica, atuando principalmente nos seguintes temas: hidráulica fluvial, bacias hidrográficas, transporte de sedimentos, assoreamento de reservatórios, planejamento de recursos hídricos e dinâmica dos fluidos computacional. Consultor independente. Revisor do Journal of Urban and Environmental Engineering e da Revista Brasileira de Recursos Hídricos da ABRH. Veja Mais Voltar

Conteúdos Relacionados

ACESSE NOSSO BLOG

PÓS-GRADUAÇÃO - ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE ESTRUTURAS HIDRÁULICAS - 400h

PÓS-GRADUAÇÃO - ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA DE ESTRUTURAS HIDRÁULICAS - 400h

Objetivos

Formar especialistas na concepção, projeto e gestão de Estruturas Hidráulicas considerando o aspecto multidisciplinar desta área do conhecimento.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Proporcionar aos alunos ampliação da compreensão do processo de concepção das Estruturas Hidráulicas; Fornecer elementos teórico-práticos para o projeto das Estruturas Hidráulicas; Conhecer e discutir as formas de gestão das estruturas hidráulicas; Conhecer estratégias de investigação científica que fundamentam o projeto das estruturas hidráulicas.


Deseja receber mais informações sobre este curso?

Justificativa

O Brasil ainda passa no presente momento por duas crises ligadas ao setor de Recursos Hídricos. Uma, já estabelecida, atingindo diversas regiões do país simultaneamente, a da escassez de água, devido criticamente à ausência ou pouca frequência de chuvas nos últimos anos, ou seca. Esta crise ocorreu em sua base, por causa essencialmente da falta de planejamento por parte dos setores responsáveis dentro dos órgãos governamentais. A segunda crise, prevista, mas ainda não estabelecida, é a da escassez de energia elétrica.

Como é sabido, a matriz energética brasileira é majoritariamente baseada em hidroeletricidade, extremamente sensível às variações climáticas relativas às precipitações. Além disso, o aumento do consumo de energia nos últimos anos devido ao crescimento econômico e melhoria da qualidade de vida da população, trouxe uma urgência na ampliação da disponibilidade de carga elétrica. Outro aspecto ligado à água que afeta o país é a da infraestrutura. Este setor que engloba os serviços de abastecimento de água, drenagem e coleta e disposição de esgoto, necessita de ampliação para o devido atendimento dos cidadãos. Cerca de 50% da população brasileira não tem acesso aos serviços básicos de saneamento. No setor produtivo, a água é insumo essencial, representando o agronegócio, aproximadamente 70% do consumo dos recursos hídricos e a indústria 15%.

Diante do exposto, é conveniente admitir que os próximos anos trarão uma demanda por engenheiros e técnicos especializados no setor de Estruturas Hidráulicas, tanto para atendimento da demanda do setor público como o privado. Caso o país retome a médio prazo o crescimento dos últimos anos pré-crise mundial, certamente haverá escassez de profissionais com este perfil maior que a que já ocorre.

Público alvo

Engenheiros civis, engenheiros sanitários e ambientais, engenheiros mecânicos, engenheiros de produção e demais profissionais e tecnólogos de áreas afins, reconhecido pelo Conselho Nacional de Educação.

Pré-Requisitos

A inscrição deverá ser feita mediante o preenchimento de formulário próprio, acompanhado de:

  • Diploma de Curso Superior
  • Histórico da Graduação
  • Carteira de Identidade e CPF
  • Certidão de Nascimento ou Casamento
  • Curriculum Vitae
  • 02 fotos 3x4
  • Pagamento da Taxa de Inscrição
  • Assinatura de Contrato Educacional

Os diplomas expedidos por instituições estrangeiras serão aceitos somente após a respectiva convalidação por universidade pública autorizada.


Clique e Solicite o conteúdo detalhado deste curso

Educar, formar e preparar Profissionais dentro das normativas aplicáveis ao ensino superior.