Casa construída em 24 horas rompe paradigmas



Casa construída em 24 horas rompe paradigmas
(Foto: Buildin/Reprodução)
  

Foram apenas 24 horas entre o início da construção e a entrega da casa pronta para morar. Este foi o desafio cumprido pelo projeto Casa 24h.

 

Iniciativa da Inovatech Engenharia, consultoria de sustentabilidade na Construção Civil, a Casa24h foi projetada e construída com auxílio de 12 empresas parceiras.

 

Dessa forma, a proposta inicial da Casa24h foi mostrar como é possível, em apenas 24 horas de execução, colocar em pé uma residência bem projetada, com excelente nível de qualidade e conforto e economicamente viável.

 

A intenção era mostrar como é possível reduzir significativa e definitivamente o déficit habitacional em todo o Brasil. E a Casa 24 horas provou isso! Ao longo da Feicon 2019, cerca de 5 mil pessoas visitaram a Casa 24 horas durante a execução e após a conclusão.

 

Para Flávio Picchi, presidente do Lean Institute Brasil, a Casa 24 horas faz as pessoas saírem de suas zonas de conforto e passarem a se questionar. “Se uma casa mobiliada pode ser feita em 24 horas, por que minha obra tem prazos tão longos? Como posso mudar alguns paradigmas? ”, exemplifica.

 

A Casa 24 horas reuniu em um só projeto vários elementos que são, geralmente, aplicados de forma isolada no mercado, explica Picchi. A “conexão entre todos eles na Casa 24 horas criou um exemplo da sinergia que deve ser buscada para levar a construção a outro patamar”.

 

Ele destaca como exemplos alguns desses elementos importantes:

 

·         Tecnologia

·         Sistema construtivo industrializado

·         Conceito de produção off site

·         Participação dos diversos parceiros projetistas e executores dos diversos subsistemas desde o início

·         Foco em atender todos os parâmetros de desempenho e sustentabilidade

·         Uso de ferramentas como o BIM, dentre outras

·         Gestão Lean

 

No entanto, ele assegura que o elemento mais importante para o sucesso da Casa 24 horas foi a colaboração e sinergia entre todos os parceiros. “Este fator é difícil de ser conseguido na maioria das obras e foi fator decisivo para sucesso da Casa 24 horas”, salienta.


  

Fundamentos da Casa24h

 


(Foto: Casa 24 Horas/Reprodução)
 

Assim, com 45,6 m², a Casa24h é totalmente industrializada e baseada no conceito de construção off-site. Ou seja, a edificação construída durante a Feicon tem foco em produtividade e integração entre todas as etapas e sistemas.

 

O processo executivo da Casa24h se dá quase que totalmente em galpões industriais. Ou seja, fora do canteiro de obras. Dessa maneira, todas as etapas de execução são submetidas a estudos técnicos. Portanto, com pleno atendimento às exigências da Norma de Desempenho – NBR 15.575.

 

Os idealizadores da Casa24h acreditam que, assim, promovem o estímulo à formalização da cadeia produtiva. Ou seja, com consequente qualificação da mão de obra.

  


Benefícios colaterais à industrialização

 


(Foto: Casa 24 Horas/Reprodução)
 

Por isso, daí decorrem outros benefícios, como aumento da segurança no trabalho, redução dos riscos de problemas de saúde e melhoria na vida dos trabalhadores da Construção Civil.

 

“O objetivo é construir para reduzir prazo, ter segurança e ergonomia para os operários. Nesse sistema, o trabalho é predominantemente executado em bancada, reduzindo riscos de acidentes de trabalho no canteiro. A maior parte do trabalho é feito dentro de um galpão, com qualidade e sustentabilidade”, afirma Luiz Henrique Ferreira, diretor da Inovatech Engenharia.

 

Ou seja, totalmente em consonância com as tendências da Construção Civil. No caso, a versão construída durante a Feicon foi um módulo de moradia que cabia no pavilhão. No entanto, ele é totalmente expansível para edifícios de até 14 andares.

 

Para Rodolfo Kalandjian, Diretor da RGK Engenharia, participante do projeto, a Casa 24 horas tem potencial para causar quebra de paradigmas. Afinal, ele diz que atualmente é muito comum trazer o gargalo de um processo na elaboração de projetos e premissas. “Quem sofre com isto é a obra. Indefinições, falta de planejamento e incompatibilidades entre disciplinas são alguns exemplos onde o produto final fica prejudicado”, diz.

 

Isso, afirma Kalandjian, não ocorreu na Casa 24 horas. Tendo como principal desafio o prazo de execução da casa, ele conta que a equipe envolvida buscou inovar e desenvolver um projeto no qual fosse possível executar ou pré realizar tarefas off-site. “Desta forma, durante o evento consumimos, nas 24 preciosas horas, o mínimo necessário de energia”, lembra.

 

Dessa maneira, foi garantida a execução com qualidade. “Ficou para o campo apenas o inevitável, tudo que poderia ser antecipado foi planejado em projeto”, assegura.

 

A percepção de Roberto Pastor, Diretor Técnico da Trisul, é semelhante. De acordo com ele, a Casa 24h “transferiu o processo construtivo para a fábrica e transformou o local de construção em uma linha de montagem, tudo realizado com planejamento Lean Construction”, pontua.

  


Melhores práticas de mercado



(Foto: Casa 24 Horas/Reprodução)

 

“Nesse modelo, o que fazemos é reunir as melhores soluções do mercado da Construção Civil, desde sistemas construtivos, instalações e acabamentos, para realizarmos um amplo estudo de concepção do projeto, antes de iniciarmos a obra”, explica Ferreira.

 

A finalidade, afirma ele, é que os resultados sejam sempre o de uma construção rápida, sustentável, com custo acessível e qualidade. Tanto é que a Casa 24 horas foi totalmente concebida e construída em consonância com a NBR 15575 – Norma de Desempenho.

 

Além disso, segue as premissas de Desenho Universal, Acessibilidade e Inclusão. Isso para ser adaptável às diferentes faixas etárias de uso, envelhecimento, níveis de mobilidade do usuário (perda de visão, auditiva, mobilidade) e ergonomia.

 

“Olhando pela perspectiva da Inclusão Social, acho muito relevante a iniciativa da Casa 24horas porque fez com que os visitantes parassem e pensassem na diversidade de características que compõem nossa população”, pontua Danilo Makul, da SPOTIN – Consultoria em Diversidade, responsável pelo projeto de acessibilidade da Casa 24 horas.

 

Débora Barreto, Arquiteta especializada em Acústica da Audium Consultoria, destaca a transformação do entendimento do processo de se construir promovida na Casa 24 horas. Para ela, merece destaque a compatibilização milimétrica das soluções adotadas para agilizar o processo. “É possível gerar resultados diferentes se mudarmos a forma de pensar e atuar”, salienta.

 

Ferreira, da Inovatech, concorda. Para ele, o case da Casa 24 horas mostrou que é possível construir de maneira diferente ao conceber com base em industrialização, construção off site, sustentabilidade e gestão integrada de projetos.

 

Devido ao sucesso do projeto da Casa 24 horas, Makul acredita que é preciso fazer mais ações para criar a cultura da inclusão na raiz do projeto. “Dialogar com os diversos setores que compõe a construção brasileira é o caminho para solucionarmos este desafio”, diz.

 

Tal resultado somente foi possível porque, no desenvolvimento do projeto, as disciplinas mais avançadas de gestão da indústria foram aplicadas, sempre com foco na alta produtividade e qualidade.

 

Assim, o projeto teve total interligação entre o BIM (Building Information Modeling) e a Lean Construction. Além disso, os insumos aplicados na edificação foram submetidos à análise do ciclo de vida (ACV).

  


Base conceitual da Casa24h

  

Para chegar ao resultado a ser apresentado na Feicon, a Inovatech apostou em:

 

·         Qualificação do time de desenvolvimento de produto, com integração total entre os parceiros desde a concepção

·         Planejamento integrado para otimizar processos

·         Intenso uso de ferramentas digitais

·         Aplicação dos conceitos de Lean Construction

·         Foco total em qualidade, sustentabilidade e atendimento às respectivas normas técnicas

·         Flexibilidade de layout

·         Segurança e qualidade de vida para a mão de obra de canteiro

 

Assim, a Casa24h foi construída ao vivo durante a Feicon 2019, com restrições de tempo e de espaço de canteiro de obras.

 

Dentre os principais desafios estava a integração das disciplinas de projeto. Nesse sentido, a Casa 24 horas chamou a atenção do mercado. É o caso, por exemplo, de Danilo Lorenceto, da Lorenceto Engenharia.

 

Ele foi um dos palestrantes da Arena de Conteúdo by Buildin e destacou a excelência da gestão e integração de projetos. “A multidisciplinaridade de várias empresas que desenvolvem um excelente trabalho para a realização da Casa 24hrs, reunir a quantidade de palestrantes com assuntos de extrema importância e qualidade para o mercado, e claro concluir isto com muito êxito”, ressalta.

  

Com projeto arquitetônico do escritório Rubio&Luongo Arquitetura, 100% dos sistemas construtivos da Casa24h são industrializados. A residência conta com sala, dois quartos, cozinha e um banheiro. Além disso, é enquadrável no Programa Minha Casa Minha Vida.

 

O sistema construtivo 100% industrializado utilizado foi o de concreto pré-moldado da empresa Kronan. O projeto de construção industrializada pode atender desde o segmento de alto padrão até a faixa de financiamento do programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal.

 

Martin Schwark, gerente técnico da Kronan, por sua vez, destaca a importância da Casa 24 horas no papel de questionar paradigmas antigos e tradicionais ainda muito arraigados. “A amplitude dos conceitos de BIM, Off Site Construction, planejamento LEAN, visão de ciclo de vida, desempenho, entre outros, ainda não são corriqueiros, mesmo para parte dos envolvidos nesta iniciativa”, revela.

 

Entretanto, ele acredita que a Casa 24 horas foi uma contribuição importante no sentido de endossar a questão da industrialização da construção. “A mensagem implícita na iniciativa, de que a solução para a construção está na industrialização inteligente, precisa ser repetida tantas vezes quanto necessário até se tornar senso comum e transformar o jeito de pensar dos profissionais”, salienta.


 

Confira os vídeos:


 

  

Fonte:

- Buildin – Construção & Informação

  

INBEC

Pós-Graduação

Educar, formar e preparar Profissionais dentro das normativas aplicáveis ao ensino superior.